Cuidado com as Recomendações do WordPress SEO By Yoast

Cuidado com o Plugin WordPress SEO by Yoast
Se você conhece o plugin WordPress SEO By Yoast, deve ter ficado no mínimo intrigado com o título deste artigo, principalmente porque este é um assunto sobre o qual quase ninguém comenta ou compartilha por aí, portanto achei por bem escrever um pouquinho sobre as desvantagens do Yoast, continue lendo para saber mais..

Existem outros plugins de SEO muito bons por aí como o All in One Seo Pack, porém a grande maioria só conhece e utiliza o Yoast, isto ocorre pelo desconhecimento dos outros plugins e também pela aparente facilidade de deixar um artigo otimizado para SEO com ele.

Mas o que acontece é que este plugin está longe de ser perfeito, pelo contrário, pode até prejudicar o posicionamento dos artigos. Opa, como assim Daniel? Calma, que eu já chego lá, antes de continuar só quero esclarecer que o objetivo deste artigo não é fazer uma análise completa do plugin e sim mostrar os pontos falhos do mesmo e porque você não deve seguir todas as recomendações do WordPress SEO a risca.

Porque Não Seguir a Risca as Recomendações do Yoast?

O principal motivo é que este plugin trabalha muito levando em consideração a repetição de palavras chaves no texto e também no título, descrição e url do artigo e sinaliza aquilo que ele considera “ideal” com as famosas luzinhas verdes, algo que muitos acham fundamental e gostam de seguir a risca, ou seja, quase 100% dos usuários do WordPress SEO fazem questão de fazer tudo que o plugin recomenda para não deixar nenhuma luzinha vermelha.

Na prática, isto significa que se você escrever um artigo cuja palavra chave principal/alvo for por exemplo “Bolo de Laranja”, o WordPress SEO da Yoast só vai “dar 100% ok” se você repetir esta palavra dentro do texto, colocar no título do artigo, descrição, url, etc, caso contrário se esquecer de colocar em algum destes campos, ele vai mostrar “bolinhas vermelhas”, você pode ver um exemplo disto nas configurações de SEO deste próprio artigo na imagem abaixo:

Recomendações do WordPress SEO da Yoast

 

 

Se você leu meu artigo sobre A Regra de 2 do SEO em 2015, então você já sabe que eu não sou obrigado a preencher os 3 campos com minha palavra chave, bastando selecionar apenas 2 dos 3 para por minha palavra chave alvo, então eu simplesmente ignoro esta “recomendação” do plugin sem dar bola pro que ele diz ser o “ideal”..

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, o plugin não é tão inteligente e muito menos um “Mestre Automático do SEO”… Pelo contrário, peca muito em suas sugestões podendo fazer com que muitos cometam o erro da super otimização, algo que além de não ajudar, prejudica.

Para você entender melhor, vamos voltar a falar das bolinhas verdes e vermelhas, de uma boa conferida na imagem abaixo:

Sugestões do WordPress SEO by Yoast

 

Deu uma boa olhada nas bolinhas que não estão em verde e quais são as recomendações ali? Todos que são um pouco mais “ligados” já devem ter percebido que o Yoast trabalha quase que 100% baseado na repetição de palavras chaves, isto fica fácil de ver analisando a imagem acima.

Agora Pense comigo:

Se eu for escrever um artigo sobre futebol, escolhendo esta palavra chave como principal, ou seja, meu alvo, então certamente que perante o WordPress SEO meu artigo vai ficar “todo verde” porque em um artigo sobre futebol provavelmente vou repetir esta palavra chave várias vezes durante o texto. Porém o que ocorre no caso de eu escolher palavras chaves grandes como minhas keywords alvo?

Imagine no caso da palavra chave “como fazer bolinho de chuva da vovó”, já pensou como ficaria meu texto se eu repetisse esta palavra chave várias vezes nele?

Certamente que ficaria horrível e esquisito, feito pro “robô do Google” e não para pessoas e o Google consegue detectar isto muito facilmente pois não ficaria algo natural.

Então minha recomendação em relação a quase todas sugestões do Yoast é:

Não se prenda tanto a “satisfazer o Yoast” a fim de ganhar bolinhas verdes!

Se o fato do plugin se basear muito nas repetições para recomendar o que é ideal ou não a nível de otimização já é ruim, pior é que algumas recomendações estão totalmente por fora do que podemos considerar ideal pro SEO atual, ou seja, tem recomendações ali que eram válidas até um tempo atrás porém hoje já não fazem sentido por não ajudar e até mesmo por poder prejudicar no posicionamento.

Um exemplo claro disso é a recomendação de negritar sua palavra chave, isto funcionou por um bom tempo, porém hoje já fiz testes e mais testes e o ideal é não negritar suas palavras chaves pois ao fazer isto você pode estar dando um “sinal” pro Google de que está tentando rankear para aquela keyword e tenho certeza que ninguém deseja dar esta pista pro titio G. Não estou falando que você não pode usar negrito, pode sim, porém como eu fiz neste artigo negritando partes nas quais quero chamar atenção do usuário e não nas minhas palavras chaves.

Dicas Finais

Se você leu até aqui espero que tenha entendido que SEO on Page não é só seguir o que o Yoast recomenda e que você deve ter alguns cuidados com estas recomendações.

O principal fator é sempre fazer o texto da forma mais natural possível, usando sua palavra chave sim, mas sem super otimizar, para isto usar outras palavras semelhantes durante o texto ajuda, veja aqui por exemplo, eu não fiquei repetindo o nome do plugin completo a todo instante, em alguns locais apenas chamei de plugin, em outros de Yoast e usando outras variantes.

Este inclusive outro fator a se pensar sobre as recomendações do WordPress SEO, se ele fosse tão eficiente, mesmo eu não usando a palavra chave exata todo o tempo, mas usando variantes, ele deveria detectar isto como ponto positivo para deixar as “bolinhas verdes”…hehehe

Legal Daniel, mas eu sempre segui estas recomendações e agora acho que vou ficar perdido sem fazer isto, o que devo fazer?

SEO interno é algo simples, use a regra de 2 daquele outro artigo que citei no começo e em relação ao conteúdo procure deixar da forma mais natural possível, sem negritar suas keywords, sem ficar usando muitas repetições, diversificando ao usar palavras semelhantes, colocar a palavra chave e variantes nas imagens, adicionar vídeo do youtube relacionado ao assunto ( embed) dentro do artigo, colocar links externos para sites de autoridade como wikipedia, colocar links internos para outros conteúdos ou home do seu site e basicamente é só..

Lembrando que ao fazer isto corretamente também não é garantia de posicionamento, mesmo porque depende da concorrência e de outros fatores como SEO Off Page, mas ajuda muito em TODOS os casos, quando a concorrência é baixa e fraca, as vezes basta esta otimização interna para posicionar na primeira página do Google, com concorrência maior talvez você não chegue na primeira página somente fazendo isto, mas com ajuda de bons backlinks pode chegar lá.

Bom, vou ficando por aqui, nos próximos dias devo preparar mais alguns artigos sobre SEO que mostrem como usar otimização + Backlinks para ganhar dinheiro na Internet posicionando conteúdos diversos na primeira página do Google. Se gostou deste artigo fique a vontade para deixar um comentário e se achar que vale um compartilhamento ou curtir ficarei feliz se recompensar meu trabalho desta forma 😉

10 Comentários

  1. Ola parceiro, guando recebo seus emails eu fico alegre, porque sei que vai ter conteúdo de qualidade pra eu ler, e este artigo é uma prova disto. Muito bom, vou colocar em prática o que eu aprendi aqui.

  2. Junior

    Artigo bem esclarecedor, eu particularmente estava passando por um momento assim ( otimizar para deixar todas as bolinas do Yoast verde) mas o meu artigo não estava ficando do jeito que eu queria, ou seja, desagradável! Vlw pelas dicas, são simples, mas pode fazer a diferença.

  3. Eu sempre consegui deixar todas as luzinhas verdes do Plugin sem dificuldade, porém o problema sempre foi manter o texto natural sem muitas repetições e não ficar estranho para o usuário. Mas certamente a dica do Daniel ajuda muito a lembrar de otimizar o site para o usuário e não somente para o Google. Valeu amigo.

  4. Valeu Daniel.
    É sempre bom ler seus artigos pois são conteúdo de qualidade.
    Com certeza vou colocar em prática.
    Abraços!

  5. Maicon

    Parabéns pelo excelente artigo Daniel.

    Agora fico me perguntando porque que o yoast não atualiza logo para o que realmente funciona nos dias de hoje.

    Abraços!

  6. Parabéns Daniel, artigo de muita qualidade e com um conteúdo diferenciado, mais vindo de você não é novidade a questão de conteúdo com qualidade, parabéns mais uma vez e sucesso sempre.

    • Olá amigo, tudo bem?

      Este tipo de comentário vindo de um profissional como você me deixa muito feliz, afinal não é todo dia que se recebe um elogio do “Mestre dos Funis”…rs

      Sucesso para você, também!

      PS: To querendo bater um papo com vc, quando tiver um tempinho me avisa 😉

      Abraços,

      Daniel

  7. Show de bola eu uso o Yoast, mas não levo tudo ao pé da letra, apesar de conseguir posicionar um artigo na primeira página do Google seguindo as dicas dele, para uma palavra que resultava mais de 1 M de resultados, mas o lance é testar mesmo… mas foi legal valeu a dica

  8. Eu utilizo esse plugin, no começo até fixava tentando seguir a risca o que ele recomendava, mas depois deixei de dar bola pra isso e srguir com bolinhas vermelhas mesmo. Kkkk

    • karine keogh

      Exatamente como eu.
      Na verdade nem ver o que o Yoast me diz eu vejo, nesse caso é melhor desativar o plugin?
      Ele tem outra utilidade muito relevante?

      Abraços

Deixe uma resposta para karine keogh Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *